08 maio 2015

À conversa com a população em Vale do Pereiro

A Câmara Municipal de Arraiolos dá continuidade ao espaço de encontro com as populações e instituições: “À conversa com a população”.

Vale do Pereiro - “À conversa com a população”

Dando continuidade ao espaço aberto para encontro com as populações e instituições, “À conversa com a população”, a Câmara Municipal de Arraiolos representada pela Presidente Sílvia Pinto e pelos Vereadores Jorge Macau e Joaquim Páscoa, no dia 7 de maio de 2015, fizeram uma visita pela localidade de Vale do Pereiro, tendo sido recebidos pelo executivo da Junta de Freguesia e membros da Assembleia de Freguesia.

Esta iniciativa tem como objetivo partilhar informação, ouvir a população e estabelecer estratégias de intervenção conducentes a responder às questões prementes em cada localidade e em cada freguesia, no sentido de elevar a qualidade de vida, construindo um concelho melhor.

Na visita a Vale do Pereiro, Sandra Alpiarça, Luís Faúlha e Américo Casas Novas (Junta de Freguesia) e os representantes da Câmara Municipal no percurso feito contactaram os residentes e observaram no terreno, quais as intervenções necessárias na área dos arruamentos, ordenamento do trânsito, iluminação pública, conservação e preservação do edificado público.

Após esta visita, na sede do Grupo Musical e Recreio Valpereirense, população, associações de Vale do Pereiro, eleitos na Câmara Municipal e membros da Junta de Freguesia reuniram-se para sintetizar a situação, analisar os diversos aspetos das intervenções em curso e das que se julguem necessárias.

Sílvia Pinto, presidente da Câmara Municipal, agradeceu aos participantes na reunião a sua presença e realçou a importância de valorizar o trabalho desenvolvido pelo Poder Local, consubstanciado na ação continuada que permitiu a melhoria das condições em Vale do Pereiro, nos arruamentos, acessibilidades e equipamentos sociais, verificando-se porém a necessidade de conservar, reparar e fazer a manutenção de diversos espaços públicos.

Na sua intervenção inicial Sílvia Pinto referiu-se à diminuição de meios financeiros disponíveis, sendo que de 2010 a 2014 a Câmara Municipal recebeu menos 3,5 milhões de euros de transferências do Orçamento de Estado, o que retira capacidade de intervenção à autarquia.

As situações relacionadas com o lavadouro público, a antiga escola primária, a envolvente ao Polidesportivo, sinalização de pontões, limpeza de ribeiros e a atividade do movimento associativo foram os principais temas discutidos, a par da questão do arranjo de arruamentos.

Sobre os resíduos, o saneamento e abastecimento público de água, a Sra. Presidente abordou a situação decorrente da aprovação a que foi obrigada a autarquia, relativamente a novos Tarifários subjacentes ao Serviço de Saneamento de Águas Residuais e ao Serviço de Gestão de Resíduos Urbanos e correspondentes Tabelas de Preços, resultado da imposição do Governo, bem como das indicações da Entidade Reguladora da Água e Resíduos (ERSAR), com implicações na vida familiar dos munícipes, pelos aumentos que se vão verificar, referindo a necessidade de continuar a esclarecer esta situação e a informar da possibilidade de acesso das famílias de menores rendimentos ao tarifário social.

Sílvia Pinto terminou a reunião com a população reafirmando a necessidade de “partilhar ideias e em conjunto estabelecer prioridades” face à premência de utilizar de forma eficaz os meios da Câmara Municipal de Arraiolos, cada vez mais limitados pela política de afronta e retirada de autonomia financeira aos Municípios, quer pela diminuição das transferências do Orçamento de Estado quer pelos critérios de acesso aos fundo comunitários no Portugal 2020, que reduzem as possibilidades de apresentação de projetos por parte das autarquias.

IMG_3375.JPG