11 junho 2015

Comemoração 500 anos do Foral Manuelino - Vimieiro

A Câmara Municipal de Arraiolos e a Junta de Freguesia de Vimieiro farão a abertura das comemorações no dia 20 de junho, pelas 10,30 horas, no Centro Interpretativo Mundo Rural Vimieiro em Vimieiro.

Foral Manuelino do Vimieiro – 500 Anos

Conhecer mais da história da nossa terra é um desafio e uma forma de relembrar o passado, para melhor perspetivar o tempo vindouro, mas sobretudo ganhar o futuro.

Neste contexto a Câmara Municipal de Arraiolos promove um conjunto de atividades na Vila de Vimieiro, nos dias 20 e 21 de junho, para comemoração dos 500 Anos do Foral de Leitura Nova outorgado à vila por El-Rey D. Manuel I.

Do programa constará: Sessão Comemorativa, Exposição, Recriação Histórica, Feira Quinhentista e Comunicações do Dr. João Ruas, antigo arquivista da Casa de Bragança e profundo conhecedor do processo de atribuição dos forais manuelinos pelas terras do Alentejo, e do Dr. Jorge Fonseca, ilustre historiador que publicou, em 1999, a monografia “Foral Manuelino do Vimieiro: estudo e transcrição”.

Desde as cortes celebradas em Santarém, em 1430, que os procuradores dos concelhos reclamavam a reforma dos forais medievais, os quais estavam desatualizados, escritos em latim, com conceitos confusos, sendo os documentos em muitos casos indecifráveis, o que também aconteceria com o foral outorgado ao Vimieiro, em 1257, por D. Martinho Peres, bispo de Évora.

Essa reforma, já alvitrada pelos monarcas que antecederam no trono D. Manuel I, veio a ser decidida em 1495 nas cortes de Montemor-o-Novo, sendo que por carta régia de 22 de novembro de 1497 foi ordenado que se reexaminassem todos os forais do reino para “tornallos a tall forma e estilo que se posam bem entender e compor”.

Nas terras do reino e bem assim na vila do Vimieiro tiveram lugar inquirições e foi ouvido um grupo de “homens bons enlegidos para o dito caso” para se pronunciarem sobre os direitos régios existentes na vila, bem como o ouvidor, representante do senhor da vila.

Feitas as ditas inquirições e lavrado o auto de declarações da reunião realizada em Estremoz a 21 de agosto de 1509, veio o novo foral a ser apresentado, no Vimieiro, às autoridades locais, no dia 15 de junho do ano de 1515, sendo a sua “leitura feita por Álvaro Fragoso, cavaleiro e contador da Casa do Rei...”(1)

1)Jorge Fonseca – O Foral Manuelino do Vimieiro: estudo e transcrição. Arraiolos: Câmara Municipal, 1999.

programa 500 anos vimieiro.JPG